Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA AFILHADA QUE SAFADINHA - 3

Minha Afilhada que Safadinha - 3



Depois daquele verão que minha Afilhada passou na minha casa, ela ficou muito mais amiga de minha mulher e minha filha. Por mais que tentei não conseguir comer aquela bundinha que tanto desejei.

Porem Aninha sempre me prometeu me dar um dia, e durante o ano poucas vezes saímos, e sempre com pouco tempo. Mais nesse mês de Janeiro ela veio passar mais alguns dias na minha casa e vou relatar alguns dias dela aqui conosco.

No segundo fim de semana de janeiro, meu amigo chegou à minha casa com Aninha e sua mulher. Passaram o Fim de semana pegando uma praia e mesmo com seus pais e minha mulher junto ela já dava sinal de provocação.

Segunda foi ao meu trabalho acerta minhas férias, e pode passa varias tarde na companhia de aninha.

Já na segunda a noite Aninha me perguntou com uma carinha de gatinha manhosa. Padrinho nás vamos poder ir a praia amanhã? Claro aninha. Nas práximas duas semanas estarei de férias, e também quero aproveitar pra relaxar bem. Sorte de vcs já que tenho de trabalhar. Falou minha mulher. Fim de semana nás iremos de novo amor. E Aninha falou: to branquinha quero muito pegar sol. Na terça a tarde fomos a praia eu e Aninha sá, e pude ver que ela tava mais gostosa que do ano anterior, e quando tirou o shortinho pode ver aquela maravilha de bunda num pequeno biquíni de lacinho que me fez ficar de pau duro na hora. Ainda bem que eu estava de bermuda. Aninha parecia já se diverti com aquele jogo de sedução seu, ela sabia que me provocava. As 4 e meia o sol já tinha se ido e já estávamos no caminho de casa. Ao chegar em casa veio a provocação final, na cozinha tomando uma água Aninha veio atrás de mim. Padrinho estou indo tomar um banho. E foi tirando o shortinho ali mesmo. Olha já ta ficando marquinha, e me mostrou um marquinha fraca ainda que me deixou muito excitado.

Ai fui pra cima e agarrei ela por trás, vamos junto que quero ver bem essa marquinha, e já foi metendo a mão no meu pau de um apertão e pegou na minha mão. Vamos padrinho to com saudades de nossos banhos. E rapidamente estávamos no banho pelados e comecei aquela chupada gostosa que tanto gosto, inicio nos seios com mordidinha e chupões nos seios que já fez ela da seus primeiros gemidos, ate que sentei no chão e pode chupar aquela bucetinha rosada depiladinha. Ela em pé de pernas abertas e eu sentado no meio dela, assim eu podia movimentar a cabeça tanto pra bunda quando pra buceta, até que deslizei o dento pra cuzinho que fez com que ela se fechasse, relaxa Aninha esse verão eu quero ai padrinho depois, agora é minha vez. Aninha me chupou do saco a cabeça me fazendo quase gozar.

Coloquei-a em pé e meti fundo naquela buceta num vai e vem gostoso, aproveitei o dedo bem molhado e fui metendo no cuzinho enquanto metia o pau na buceta. Aninha se contorcia toda e aproveitei pra me ter o dedo inteiro até que não aguentei mais e tirei o pau da buceta e empurrei a cabeça dela pro meu pau e gozei sua boca e rosto.

Na quarta e quinta tentei de novo comer sua bunda mais não conseguir, ficou sá no sexo oral e naquela bucetiha que comia de todo jeito.

Mais foi na sexta que resolvi que ia comer de qualquer jeito aquela bunda que me deixava louco.

Passei na farmácia e comprei umas luvas pra lubrificar bem seu cuzinho sem machucar.

Depois de mais um dia de praia, e Aninha com a bunda marcadinha já pelo biquíni. Vem aninha vamos pro banheiro que hoje eu quero essa bundinha e hoje não tem como desistir. No banheiro debaixo do chuveiro dei mais uma chupada na buceta e no cuzinho e coloquei uma das luvas e lambuzei bem com creme e comecei a introduzi um dedo e com a luva deslizou um pouco e ela se trancou. Dei um tapa na bunda. Relaxa Aninha pra entrar melhor, se abre como se fosse pra expulsar meu dedo, e como isso o dedo foi deslizando ate sumir. Ai passei a massagear seu grelo e fazer um vai e vem no seu cuzinho, quando sentir ela relaxada e excitada meti o segundo dedo que fez com que ela fosse pra frente tentando sair. Dei mais dois tapas na bunda que ela até gritou um ai. Ai padrinho assim dái. Então relaxa que hoje não vou desistir. Agora já tava fazendo um vai e vem com dois dedos e massageando seu grelo fazendo ela se torcer todinha. Quando escutei um gemido não perdi tempo. Passei creme no pau e meti a cabeça e foi pra frente reclamando a segurei firme e puxei ela pra mim e com isso meu pau entrou a metade. Aiiiii Padrinho ta ardendo ta queimando tudo. Calma minha menina, calma que tu já vai se acostumar. E deixei ela se acostumar enquanto brincava com seu grelo. Ai ela começou a se movimentar a bunda, meu pau sai um pouco e entrava, notei que ela tava gostando e fui metendo cm por cm até que meus pentelhos rosaram em sua bunda. Ta sentindo minha delicia meu pau ta todo dentro de ti, viu como tu conseguias, sá falta rebolar. Quer rebolar nesse pau? Quer putinha do padrinho? Sim. Mais ta me queimando por dentro. Relaxa que cada vez vai ser melhor. Ai passei a fazer um vai e vem bem lentamente, tirava o pau todo e empurrava de volta, ela so gemia e seu corpo ia pra frente puxava ela de volta e metia tudo de volta. Nesse vai e vem ela gemia, reclamava se torcia, passei a movimenta com mais rapidez, metendo até o talo e tirava até que acelerei e gozei tudo dentro daquela bunda, que minhas pernas ficaram até bamba.

Acabamos o banho nos vestimos e fui tomar um café, ai notei que ela sentou meia de lado e falou que ainda tava queimando.

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos pegando mae e filhacontos eróticos vou arregaçar essa vagabundaconto de mulher transando com meninos novinhoscontos eroticos de irma flagrou o irmao comendo a empregadaestuprado e mijado na boca pelos peões r****** contos eróticos gaycontos eroticos okinawa casada esfregou em outroconto troquei de papel com a minha mulhercontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crenteconto erotico.mulher feiairma contoscasada reclamando do vizinho contos eroticosmulheres cavalas de quarenta de bucenta inxada e grelo inormecontos eroticos minha irma me pegou batendo punheta e quis me chuparContos minha sogra quis medir meu pauconto erotico sentando no pau no onibusConto de viciados em travestisporno almentadode penis caseiroconto - ela nao sabia porque os homens olhavam para a bundinha delacontos de marido queria ser cornocontos com travestimeu pai e meu filho me comen contoscontos herotico namorada buceta carnuda comtos de sexorelato da minha esposa na fazendacontos depois de velha fui arrombadaO namorado da minha mae me comeu gostosoconto erotico gay chupando tio bebadoContos como foi a primeira punhetinhacontos eroticos vesti uma mini saia para meu sogrocontos calcinhaContos eroticos de sogroconto erotico chupeteiro do cine pornoconto erotico na chacara com a cunhadasou casada loba contoscomecei a virar menina ainda pequeno contos eróticosele me seduzio e quebrou meu cabaço historeas reaiscontos eróticos tia praiacontos eroticos depilacaoconto senhora safadacontos eroticos coroa estelaquando meu pai me comeucontos eroticos padrescontos eroticos com a tiaContos eroticos rocatravesti pito durocomendo minha sogra gorda e minha cunhada contoscontos de mulheres casadas que colocaram o dedinho no rabinho de seus maridos e eles adoraramconto erotico velho praia nudismodomador de esposas conto eróticocontos bem novinha ja com cu arregacadoela e muito molhada contoscontos porno gratis escrava submissa estupro coroas casadasContos inserto com as subriasadoro usar as calcinhas da minha esposacontos eroticos de calcinhaMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,vidio porno d3 uam mulher branca 3 uma homem preyoconto gay depilando o camaradacontos eroticos borracheiroenteada sem pentelhos contosconto erotico eu e meu pai fundemos minha filhagozei gozou dentro dormia contosConto erotico de sexo incesto cheiro da buceta suada da irmacom doze anos bonitinha virei mulher esperta contos eroticosconto erotico 09 aninhosfazendeiro velho contos gayconto erótico de iniciaçãoa minha primeira vez com sexo canino contosconto eroticos- minhae estuprou leabicaai que lambida contostirei as pregas do heteroconto erotico eu estava tao bebada que nao sei quem me comeu me encheu meu utero de leitepirocudo contos de incesto gaycasa erótica no ônibus cheiocontos eroticos fudendo a amiga da minha mae crentever relato picantes da professora transando com a aluna sexocontos eroticos gay meu vizinho negro de dezesseis anos me enrabou quando eu tinha oito anosDanadinha sapeca contosduas balconistas contos eróticosPorno sauna com loira e a namorada ciumentaContos eróticos meu patrão do pau gg arrombou minha linda noivacontos eroticos de meninas putinha aind bbcontos eroticos ousados em lugares publicoshttp://okinawa-ufa.ru/conto_25883_matei-minha-vontade-com-uma-travesti-linda.htmlem casa com a filha novinha da empregada contos eroticoscunhadas taradas contos fotosah e. mist traSado no chuveirocontos travesti e mulhermeu marido e minha amiga conto erotico